História do Pedro e da Maria

O Pedro e a Maria contam-lhe uma história

A Maria, uma menina muito doce, adorava contagiar todos à sua volta com a sua alegria e, por isso, passava grande parte dos seus dias em brincadeiras com a sua irmã Joana e a sua prima Rita às quais se juntavam os seus melhores amigos – a Ana e o Orelhas, o seu mais que tudo de quatro patas.
Certo dia, a Maria descobriu que estava doente e a alegria deu lugar ao medo, pois sabia que para se tratar teria de ir para um hospital longe de casa.
A mãe e o pai da Maria, preocupados com a sua filha e movidos pelo amor que sentiam por ela, pediram ajuda e procuraram soluções para que tivessem condições que permitissem à Maria encontrar o seu tratamento, enquanto recebia o apoio, o carinho e o amor dos seus pais.

O coração de Maria e dos seus pais encontrou calma quando conheceram a Casa Ronald McDonald, uma “Casa longe de casa” que ficava perto do hospital onde a Maria seria tratada e na qual os seus pais poderiam acompanhar de perto a sua recuperação e receber todo o apoio e conforto necessário para enfrentar este momento dificil – a doença da sua filha.
Perto dos seus pais e da sua irmã, mas com saudades das brincadeiras que tinha com os seus amigos, a Maria fez novos amigos na Casa Ronald McDonald e encontrou uma nova família. Entre os amigos que a Maria foi fazendo na Casa havia um muito especial… o Pedro!
O Pedro era um menino, que também estava doente, e tornou-se muito especial porque andava sempre vestido de pirata. Este lado divertido e positivo do Pedro fascinava a Maria e dava-lhe força para enfrentar os dias mais difíceis dos seus tratamentos, pois o Pedro vestia-se de pirata para disfarçar a sua doença e fazer rir as outras crianças da Casa e do hospital.

Após algum tempo de adaptação a esta nova realidade, os dias da Maria eram cada vez menos cinzentos, não só por ter perto a sua família e brincar com o Pedro, mas também porque nesta Casa cheia de amor recebia várias vezes as visitas da sua amiga Ana e da sua prima Rita para partilharem histórias e brincadeiras.
Os dias e os meses iam passando e houve um dia em que o Pedro e a Maria receberam uma notícia muito especial: já não estavam doentes e iam voltar às suas casas. Agora, a Maria tinha a certeza que o amor que tinha recebido da sua família, da Casa e dos seus amigos a tinha ajudado a recuperar.
Enquanto fazia os seus tratamentos a Maria levava sempre consigo um coração de tecido que a sua mãe lhe tinha oferecido para que, nos momentos mais dificeis, ele lhe transmitisse a coragem e o amor de que necessitava. Um amuleto que a Maria partilhava com o Pedro sempre que ele precisava de força. Um amuleto que guarda até hoje e que a mantém sempre amiga e próxima do seu amigo.

Saber mais

Como nos ajudar

Como nos ajudar

Conheça aqui as várias formas de apoiar a nossa causa. Juntos criamos mais sorrisos!
Saiba mais
Os 7 hospitais que apoiamos

Os 7 hospitais que apoiamos

Descubra quais os hospitais, em Lisboa e no Porto, através dos quais apoiamos famílias com crianças em tratamento hospitalar.
Saiba mais
Readaptação da Casa de Lisboa e Espaço Familiar

Readaptação da Casa de Lisboa e Espaço Familiar

Neste período de pandemia covid-19 o mundo como o conhecemos alterou-se, mas a nossa missão e compromisso com as crianças doentes e famílias que apoiamos continuam os mesmos.
Saiba mais